As Condições Cerebrais

brain conditions

A síndrome da disfunção cognitiva (SDC) é o resultado de uma degeneração irreversível do cérebro com alterações superiores a do envelhecimento normal que inclui alterações no metabolismo da glicose pelo cérebro.

As deficiências decorrentes da SDC são mais graves do que aquelas observadas nos processos normais de envelhecimento ou no declínio cognitivo, apesar de apresentarem uma certa sobreposição de sinais comportamentais com este último. A SDC pode levar a uma perda grave de memória e dificuldades de aprendizado, comparáveis às do mal de Alzheimer nos seres humanos. Embora o surgimento da SDC muitas vezes seja insidioso, ela pode parecer repentina para os donos e alterar sua relação com seu animal de estimação, que passa de um melhor amigo a um paciente que deve receber cuidados. Os donos podem se sentir ansiosos e se perguntar se estão fazendo todo o possível para evitar ou administrar a SDC. 

A SDC afeta cerca de 14% dos cães com 8 anos ou mais (com uma prevalência crescente com a idade), mas é subdiagnosticada.1 Purina desenvolveu uma ferramenta de diagnóstico para ajudar os médicos veterinários a diagnosticara SDC e monitorar sua progressão em cães. A pesquisa da Purina demonstrou que algumas estratégias nutricionaispodem ajudar a desacelerar o progresso da SDC em cães, focando nos fatores de risco da neurodegeneração relacionada à idade.
 

 

Advancing Brain Health Sub nav

O impacto da SDC

Este vídeo mostra um cão com SDC antes e depois da intervenção nutricional com MCTs

Estima-se que a Síndrome da Disfunção Cognitiva afete 14% dos cães com 8 anos de idade ou mais (com uma prevalência cada vez maior com a idade)¹

cognitive-dysfunction-syndrome

O diagnóstico da Síndrome da Disfunção Cognitiva

Os sinais comportamentais da SDC não são específicos e podem inicialmente ser desprezados pelos donos como fatores inevitáveis da idade. A SDC pode apresentar sintomas clínicos semelhantes àqueles associados a uma série de problemas de saúde, como a osteoartrose, doenças da tireoide, disfunções metabólicas, neoplasias e doenças renais. A presença simultânea de outras doenças pode piorar a deficiência ou a disfunção cognitiva. A SDC muitas vezes é diagnosticada por exclusão.

Muitos dos comportamentos observados na disfunção cognitiva se sobrepõem àqueles encontrados no declínio cognitivo. A ferramenta DISHAA foi desenvolvida para ajudar os veterinários a distinguir entre os dois. A ferramenta é um questionário que pode ser preenchido pelo dono ou pela equipe veterinária em consulta com o dono, e separa os comportamentos em categorias: Desorientação; Interações sociais; Sono/Vigília (ciclos alterados); Higiene (evacuação indevida) déficits de aprendizagem e memória; Atividade; e Ansiedade.  A avaliação pode ser usada para dar suporte a um diagnóstico presuntivo de SDC e monitorar o cão ao longo do tempo. O número, a frequência e a gravidade dos sinais observados, assim como as alterações ao longo do tempo, indicam o nível de deficiência e a trajetória do declínio. Para fechar o diagnóstico de SDC, mais de um domínio cognitivo deve estar afetado. Por exemplo, pode-se suspeitar de SDC em um cão que demonstre comprometimento nas categorias Interações (I) e Ansiedade (A) no questionário DISHAA, mas um cão comprometido apenas em uma categoria como na categoria Interações (I) seria considerado com um comprometimento cognitivo e não um cão com SDC. Para o segundo cão, a avaliação DISHAA atua como uma linha de base para avaliar a progressão em direção à SDC.

 

Assista a uma discussão sobre o DISHAA e a SDC

cognitive dysfunction syndrome DISHAA image

A pesquisa de Purina

purina-research

Cães idosos alimentados com uma dieta contendo triglicerídios de cadeia média (MCTs) cometeram menos erros em testes cognitivos que avaliavam a consciência, a percepção, o raciocínio e a adaptabilidade, com melhorias de memória observadas dentro de duas semanas. Em comparação com cães que receberam a dieta de controle, os cães idosos alimentados com a dieta com MCTs também tiveram um desempenho superior à medida que as tarefas cognitivas se tornavam mais difíceis.2

cognitive dysfunction syndrome dog hexi graphic

Em um estudo clínico em dupla ocultação, cães com SDC confirmada que receberam uma dieta contendo MCTs e nutrientes para a proteção do cérebro demonstraram uma melhoria significativa em 5 de 6 categorias do DISHAA em apenas 30 dias, com notável melhora em 6 de 6 categorias do DISHAA em 90 dias.3

mct-banner

OS PRINCIPAIS FATOS A SEREM LEMBRADOS

  • Os sinais comportamentais da SDC podem se confundir com os sinais de outros problemas de saúde, enfatizando a importância de um histórico minucioso, um exame físico e um diagnóstico correto.
  • A ferramenta DISHAA pode auxiliar os veterinários à diagnosticar a SDC.
  • A pesquisa de Purina descobriu que estratégias nutricionais, como a inclusão de MCTs, podem ajudar a limitar os efeitos comportamentais da SDC em alguns cães idosos, oferecendo uma oportunidade de melhorar a sua qualidade de vida.

Referências

1. Salvin, H. E. McGreevy, P. D., Sachdev, P.S., & Valenzuela, M. J. (2010). Under diagnosis of canine cognitive dysfunction: a cross-sectional survey of older companion dogs. Veterinary Journal, 184, 277–281.

2. Pan, Y., Larson, B., Araujo, J. A., Lau, W., de Rivera, C., Santana, R., ...Milgram, N. W. (2010). Dietary supplementation with medium-chain TAG has long-lasting cognition-enhancing effects in aged dogs. British Journal of Nutrition, 103, 1746–1754. doi: 10.1017/S0007114510000097

3. Pan, Y., Landsberg, G., Mougeot, I., Kelly, S., Xu, H., Bhatnagar, S., Migram, N.W. (2017). Efficacy of a therapeutic diet in dogs with signs of cognitive dysfunction syndrome (CDS): a prospective, double-blinded, placebo-controlled clinical study. Abstract N10: 2017 American College of Veterinary Internal Medicine (ACVIM) forum. Available at https://onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/jvim.14778