Fundamentos do Microbioma

vilosidades intestinais com bactérias

O trato gastrointestinal apresenta a maior superfície do corpo para o ambiente.1 O papel do trato intestinal vai muito além da digestão.

Embora o trato gastrointestinal (intestino) seja o centro da digestão alimentar e da absorção de nutrientes, ele também desempenha um papel fundamental na saúde geral dos animais de estimação.

As funções conhecidas do microbioma intestinal incluem:2,3

  • Aproveitamento de alimentos para energia
  • Fornecimento de nutrientes para o hospedeiro por meio de atividades fermentativas e metabólicas
  • Quebra de fibras alimentares
  • Desenvolvimento do sistema imunológico e manutenção da homeostase
  • Processamento de polissacarídeos e vitaminas
  • Produção de hormônios
  • Defesa contra patógenos intestinais
ícone do microbioma intestinal

O intestino abriga centenas de espécies diferentes de bactérias e outros microrganismos, como protozoários, archaea, vírus e fungos.

O número de microrganismos que vivem no intestino está na casa dos trilhões – existem pelo menos tantas células microbianas no intestino quanto células em todo o corpo.4 A literatura atual estima 1010-1014 células microbianas.2 Esses micro-organismos residentes (ou bactérias comensais) desempenham papéis na regulação de energia, absorção de minerais, síntese de vitaminas, função de barreira intestinal e funcionamento do sistema imunológico. Eles também fornecem uma barreira contra patógenos e ajudam a nutrir o intestino.

representação da abundância relativa de bactérias comuns
representação da abundância relativa de bactérias comuns

O microbioma intestinal forma uma parte crucial da interação bidirecional entre o intestino e o cérebro, conhecido como eixo cérebro-intestino,5 e há evidências crescentes de que o microbioma afeta a saúde de outros órgãos, como a pele,o coração e os rins.

Explore outras áreas do Fórum sobre Microbioma

miniatura centrada em microbioma

Intervenções centradas em microbioma para condições de saúde de animais de estimação

miniatura da liderança da Nestlé

Liderança da Nestlé e da Purina em Microbioma

Saiba mais

  1. Richards, P., Thornberry, N. A., & Pinto, S. (2021). The gut-brain axis: Identification of new therapeutic approaches for Type 2 diabetes, obesity, and related disorders. Molecular Metabolism, 46, 101175. doi:10.1016/j.molmet.2021.101175
  2. Belas, A., Marques, C., & Pomba, C. (2020). The gut microbiome and antimicrobial resistance in companion animals. In Duarte, A. & Lopes da Costa, L. (Eds.), Advances in Animal Health, Medicine and Production (1st ed.), pp. 233–245. Springer International Publishing
  3. Blake, A. B. & Suchodolski, J. S. (2016). Importance of gut microbiota for the health and disease of dogs and cats. Animal Frontiers, 6(3), 37—42. doi:10.2527/af.2016-0032
  4. Sender, R., Fuchs, S., & Milo, R. (2016). Revised estimates for the number of human and bacteria cells in the body. PLoS Biology, 14(8):e1002533. doi:10.1371/journal.pbio.1002533
  5. Oriach, C. S., Robertson, R. C., Stanton, C., Cryan, J. F., & Dinan, T. G. (2016). Food for thought: The role of nutrition in the microbiota-gut-brain axis. Clinical Nutrition Experimental, 6, 25–38.
  6. van Splunter, M., Lui, L, Joost van Neerven, R. J., WIchers, H. J., Hettinga, K. A., & de Jong, N. W. (2020). Mechanisms underlying the skin-gut cross talk in the development of IgE-mediated food allergy. Nutrients, 12, 3830. doi:10.3390/nu12123830
  7. Summers, S. C., Quimby, J. M., Isaiah, A., Suchodolski, J. S., Lunghoger, P. J., & Gustafson, D. L. (2019). The fecal microbiome and serum concentrations of indoxyl sulfate and p-cresol sulfate in cats with chronic kidney disease. Journal of Veterinary Internal Medicine, 33(2), 662–669. doi:10.1111/jvim.15389
  8. Suchodolski, J. S., Camacho, J., & Steiner, J. M. (2008). Analysis of bacterial diversity in the canine duodenum, jejunum, ileum, and colon by comparative 16S rRNA gene analysis. FEMS Microbiology Ecology, 66, 567–578.
  9. Suchodolski, J. S. (2011). Microbes and gastrointestinal health of dogs and cats. Journal of Animal Science, 89, 1520—1530. doi:10.2527/ jas.2010.3377
  10. Suchodolski, J.S. (2011). Intestinal microbiota of dogs and cats: a bigger world than we thought. Veterinary Clinics of North America Small Animal Practice, 41, 261—272. doi:10.1016/j. cvsm.2010.12.006
  11. Suchodolski, J.S. (2012). “Microbiota in health and disease.” Nestlé Purina Companion Animal Nutrition Summit, Lisbon, Portugal, pp. 33–37.
  12. Honneffer, J. B., Steiner, J. M., Lidbury, J. A., & Suchodolski, J. S. (2017). Variation of the microbiota and metabolome along the canine gastrointestinal tract. Metabolomics, 12, 26. doi:10.1007/s11306-017-1165-3